sábado, 31 de agosto de 2013

O que é "Avivamento"? Um breve resumo sobre o que é um genuíno Avivamento

Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados. 2 Coríntios 13:5

Sei que muita gente já tem escrito sobre isso e até com explicações mais profundas sobre o assunto, porém o meu objetivo aqui é apenas deixar alguns esclarecimentos de forma mais resumida para aqueles que ainda tem dúvidas sobre o que seria um verdadeiro avivamento. Estamos mergulhados em um mar de heresias, fanatismo e sincretismo religioso. É um salve-se quem puder "gospel", mas Deus sempre tem respostas para aqueles que o buscam com um coração sincero e puro; então vamos lá.

O que não é avivamento.

Para facilitar ainda mais o aprendizado, vamos começar com o que não é o verdadeiro avivamento, o famoso "fogo de palha gospel". 
  • Avivamento não é alegria no espírito: Não tem nada a ver com mudança na liturgia do culto, chorar na presença de Deus, falar em línguas espirituais mais alto que todo mundo ou desmaiar na presença de Deus; faz parte mas não é a mola motriz.
  • Não é manifestação de curas, milagres e profecias, até porque isso tem acontecido em religiões pagãs e homens impios foram usados em profecias na Bíblia como o Rei Saul em 1 Samuel 17.
  • Não é o abandono do ensino da palavra em troca de experiências espirituais, até porque o genuíno apenas se dá através do ensino da mesma;
  • Não pode ser agendado pela igreja porque é algo que vai acontecendo na vida dos crentes;
  • Avivamento não é doutrina.  
Todos esses itens acompanham o Avivamento, porém não é o avivamento em sua plenitude.

O que é Avivamento?

Se Avivamento não é nada daquilo que eu achava que era, então como posso identificar um verdadeiro avivamento? Segundo o dicionário, Avivar é torna mais vivo, é fazer reviver, renovar. Então diante disso avivamento é:
  • Avivamento é uma mudança de entendimento e atitude com relação a  Deus e a sua obra. Ele centraliza Deus, não o homem e nenhuma denominação;
  • Visa a santidade constante na vida do crente; não momentânea, mas permanente tendo em vista ser esse o tema central da Bíblia. Traz muito mais que um conceito teológico, mas traz consciência e muda a postura com relação a ela;
  • Mudança de entendimento e atitude com relação ao pecado. O crente começa a enxergar o pecado da maneira que Deus o vê;
  • Mudança de atitude com relação a vida  devocional. A pessoa passa a buscar mais a Deus não só na igreja, mas também em casa e onde estiver;
  • Uma pessoa avivada anceia em ganhar almas para Jesus. Ela deseja que o tesouro do evangelho seja compartilhado com o máximo de pessoas possíveis.
Conclusão

Uma pessoa avivada não troca reuniões espirituais por programação de TV, não perde tempo com leituras fúteis, profanas quando deveria estar lendo a palavra de Deus; ora pelas madrugadas ao invés de estar em frente ao computador ou prestigiando programações inadequadas; não dispensa uma oportunidade de evangelizar. Quer ser avivado? Leia a Bíblia com afinco, ore em todo o tempo e busque. Será que você é um crente avivado? Oro para que se cumpra o que está escrito em Isaías 64.1,2 "Oh! se fendesses os céus, e descesses, e os montes se escoassem de diante da tua face,Como o fogo abrasador de fundição, fogo que faz ferver as águas, para fazeres notório o teu nome aos teus adversários, e assim as nações tremessem da tua presença!"

Nenhum comentário :

Postar um comentário