quinta-feira, 10 de julho de 2014

Escola pode proibir lanche escolar

O Tribunal de Justiça da minha terrinha (Alagoas) declarou que as escolas possuem autonomia pedagógica e por essa razão podem proibir que os estudantes levem lanches de casa para complementar a merenda escolar. A decisão veio do desembargador James Magalhaes de Medeiros. Ele concedeu uma liminar autorizando uma escola Particular de Maceió a adotar essa regra. A escola alegava que a medida estava sendo tomada para colocarem em prática lições teóricas sobre a importância de uma boa alimentação. O Juiz de primeiro grau havia proibido a escola de tomar tal atitude, porém o desembargador derrubou a decisão.

O desembargador afirmou ainda que nenhum aluno está obrigado a consumir os alimentos oferecidos na escola e que a mesma deverá oferecer opções para crianças com alergias. Se quiserem ler o processo na integra o número é: 0801700-59.2014.8.02.0000

Considerações

Creio que a proibição não é nem nunca será o caminho para repassar conceitos. As escolas da rede estadual de ensino já proibiram a venda de lanches como refrigerantes e frituras nas escolas e não coibiu o consumo. Agora estão querendo proibir as famílias de prepararem os lanches dos filhos.

O problema não estaria no ceio familiar? Famílias educadas geram filhos educados. Ele já sai de casa com esse conceito e a escola apenas ajuda a reforçar, pois creio esse ser o papel da escola. Os indivíduo, principalmente os brasileiros ainda carregam a ideia de que tudo o que é proibido se torna mais gostoso, por tanto leis como essa apenas intensificarão ainda mais a má alimentação nas escolas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário