segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Não exija de mais das pessoas

Quando comecei o trabalho de evangelismo nas escolas onde moro, convidei bastante gente para me acompanhar nesse ministério,  só que ninguém compareceu. Sempre que alguém dizia que iria me ajudar, ou chegava atrasado ou simplesmente não ia; isso já era motivos de sobra para eu começar a reclamar e murmurar a Deus perguntando porque eles não estava tendo o mesmo desejo e compromisso que eu tinha com a obra de Deus. Por que eles não eram como eu? Daí,  em um de meus dias de oração e lamento, quando perguntava ao Senhor sobre isso, Ele me respondeu: "Eu mandei você ou eles?". 

Depois dessa revelação parei de reclamar a Deus pelo jeito das pessoas e comecei a focar no meu relacionamento com Ele. Passei a convida-las para participar de meus projetos, mas sempre frisando o amor a Deus em primeiro lugar. Também abri mão da minha forma de medir pessoas a minha imagem e semelhança, pois aprendi que nem Deus, o nosso criador fazia isso com suas criaturas, seus filhos. Comecei a cobrar menos das pessoas e a aceitar até suas vontades de "não querer" ou "não fazer" simplesmente porquê não querem e que isso não me diz respeito. Principalmente, aprendi que Deus não nos colocou como juiz ou medidor de massas.

Pare de exigir tanto das pessoas, não as compare consigo mesmo ou com outras pessoas que juga melhor que você ou elas. As vezes elas estão dando o melhor que podem no momento, mas como não se encaixa em seu "padrão de qualidade" elevado, você as crítica e as põe para baixo. Entenda que a sua visão das coisas nem sempre é igual a maneira que os outros vêem. Somos especiais porque somos diferentes. Jesus Cristo nos compara a um corpo que possui muitos membros e que, apesar de serem distintos cada um possui funções diferentes, mas de igual importância. 

Amar é uma escolha que devemos fazer todos os dias. Assim como Jesus que amou incondicionalmente, devemos fazer o mesmo. Que virtude há em amar só aqueles que sempre fazem o que é certo e que nunca dão desgosto? Que nunca saem do rítmo quando estão dançando e que sempre podemos contar com elas em qualquer hora ou lugar? A virtude estar em amar quem nos decepcionam, que falham conosco, que nos deixam só quando mais precisamos. Os discípulos fizeram isso com Jesus e mesmo assim, quando ressuscitou procurou-os para mostrar que estava vivo e dizer que contava com eles para continuar o seu trabalho de evangelização. O amor é o melhor remédio para concertar corações despedaçados. 

Um comentário :

  1. "O amor é o melhor remédio para concertar corações despedaçados. " Ótima reflexão!

    ResponderExcluir