quarta-feira, 23 de setembro de 2015

POESIA DE BICICLETA - Sérgio Capparelli

Sobre esse livro eu diria que Ana Gruszynski salvou a obra. Outra coisa boa é a edição, pois as páginas parecem ser de plástico e auxilia na manutenção dos escritos por mais tempo. Comecei por esses aspectos porque os escritos deixam muito a desejar. Sou um leitor que presa pela relevância do que leio. O livro não diz nada com nada. São muitas poesias cujo a maioria delas não falam de nada. É como se o autor estivesse escrito para ele mesmo ler porque quanto mais a gente ler, mais vontade tem de parar. Agora a forma como os textos são organizados são encantadores. As cores, os desenhos e a separação dos temas são muito organizados. Mas se tiver tempo de sobra, leia, quem sabe você não tem uma opinião diferente da minha!  Levará cerca de meia hora ininterrupta para percorrer suas 103 páginas.  

Nenhum comentário :

Postar um comentário