O Educador

Nasci no dia 30 de junho do ano de 1983 com um quilo e setecentos gramas. Por ter nascido muito pequeno os médicos me deram apenas alguns dias de vida. Venho de uma família muito pobre da cidade de Maceió no estado de Alagoas. Meu pai era operário e minha mãe doméstica. Sou o quarto filho de um casamento que o inimigo conseguiu destruir.

Minha infância sempre foi conturbada, marcada pela fome, rejeição, vícios, violência e miséria. Sempre sonhei em aprender a ler, porém só pude frequentar a escola por volta dos 10 anos de idade. Nesse período minha mãe acabou se afundando no vício do álcool e meu pai foi acometido pelo um AVC. Comecei a trabalhar de empregado doméstico na casa de uma senhora que, com o passar do tempo viria a se tornar minha primeira mãe de criação.

Devido esse problema de saúde e do alcoolismo de meus pais a relação entre os membros da família estava se tornando insuportável. Minha mãe nessa época começou a receber em seu corpo entidades demoníacas que sempre nos ameaçava de morte. Em um desses dias de possessão o demônio que avia incorporado nela disse-me que me odiava mas não podia fazer nada comigo, por isso iria atacar minha família. Primeiro iria nos separar e depois ia matar a cada um deles, eu não poderia fazer nada para impedir isso.

Semanas depois dessa ameaça meus pais se separaram. Minha mãe foi embora com um ex-presidiário e meu pai, como não conseguia mais andar e nem falar foi levado para a casa de sua mãe, pois não conseguiríamos cuidar dele até mesmo por falta de condições financeiras, e eu, junto com meus três irmãos ficamos morando numa casa de taipa na favela de Maceió.

Após alguns dias eu fui morar com uma senhora que, anteriormente era minha patroa. Em sua casa, por seu intermédio comecei a participar de encontros espíritas realizados em terreiros de umbanda e a me aprofundar em práticas ocultistas. Comecei a ter facilidade em atuar no reino espiritual através desses espíritos malignos, mas dentro de mim vinha o desejo de conhecer a Deus, pois na infância havia conhecido uma senhora evangélica que afirmava que eu havia sido escolhido por Deus para levar a sua palavra.

Ao 12 anos saí da casa dessa senhora para voltar a viver com meus irmãos. Para não passar fome comecei a pedir esmolas e a catar frutas e verduras estragadas na feira na companhia de meu primo. Em uma noite de domingo, quando andava na rua em busca de alimento encontrei uma congregação da Assembleia de Deus onde estava acontecendo um culto. Entrei para assistir o culto mas não me converti naquele dia apesar de ter ficado muito tocado com tudo que vi.

Dias depois, por intermédio do atual pastor Jorge Moura conheci o Senhor Jesus e o aceitei como meu único e suficiente salvador. Por intermédio da amado pastor e sua família o senhor providenciou para mim uma novo lar.

Aos treze anos, por uma revelação do Senhor me mudei para o Rio Grande do Norte onde resido até os dias atuais. Terminei o ensino médio e ingressei na Universidade no curso de pedagogia. No ano de 2007 fui separado para o corpo de auxiliares da Assembleia de Deus e comecei a lecionar na escola Bíblica Dominical. Em 28 de agosto de 2009 fui consagrado ao diaconato, posição que ainda ocupo na casa de Deus. No início do ano de 2011 me formei em pedagogia pela UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte). Atualmente congrego na Assembléia de Deus onde exerço o cargo de professor da EBD, 1º secretário e coordenador de missões da UMADEP (União da Mocidade da Assembleia de Deus em Patu). Também atuo como um dos locutores do programa Boas Novas na rádio Educadora FM. escrevo, prego e arranho cantando para a glória de Deus.

Um comentário :